sábado, agosto 25, 2007

 

HARVEST MODE

Decidi fazer um diario de vindima. Nao e bem diario, e mais uma sessao terapeutica.

Ou talvez porque me comeco a envergonhar um pouco de ja nao me lembrar de muitos termos enologicos em portugues....

Oficialmente a vindima ainda nao comecou, apenas na semana que vem. Aqui na adega, porque o MAD entrou em "Harvest Mode" esta semana. O que significa que eu tambem estou...

"Harvest mode" e estarmos os dois obcecados com a vindima. So falarmos sobre as toneladas de uva recebidas, as prensas que se avariaram (a lei de murphy e muito poderosa durante a vindima); rirmos (ou chorar) com as peripecias dos mafuji. Mesmo depois de um dia de 12,13, 14 horas... SO QUERERMOS FALAR DE UVAS. Ou entao olharmos um para o outro e saber que o cansaco, ou o stress, e tanto... que nao queremos dizer absolutamente nada.

Quando estamos em "harvest mode" sabemos que nao podemos fazer planos nenhuns. O MAD faz anos para a semana. No proprio dia logo se decide o que se vai fazer, ou se se vai fazer alguma coisa. Porque ele tanto pode sair do trabalho as 5 da tarde ou as 10 da noite. Pode querer sair, ou so querer dormir. Pode ter o dia seguinte livre, ou ter que ir trabalhar as 6 da manha.

Mas nos adoramos, somos viviados nesta adrenalina anual. Quando acaba sente-se um alivio enorme. Mas nada iguala a excitacao destes dias. Receber as amostras de uvas vindas directamente das vinhas. Prova-las, testa-las. E saber que no espaco de alguns dias toneladas delas vao encher a adega.

Se calhar era melhor ser casada com alguem que nao tivesse nada a ver com isto tudo. Chegar a casa e falar de qualquer coisa menos do dia de trabalho.

Mas eu gosto MUITO que seja assim. Desta cumplicidade vinicola :)


Gosto muito que o MAD seja o meu marido, o meu melhor amigo, e (especialmente) durante a vindima, meu terapeuta!!

Etiquetas: , ,


Comments:
:) e e' assim que deve ser! claro q eu sou suspeita... arquitecta casada com arquitecto ihihihi
 
Olha chiqui, no teu caso até acho que é por isso que se entendem tão bem. Seria difícil para alguém fora desse meio vinícula, aguentar esses dias assim. Há um nível de compreensão que só existe entre quem passa pelas coisas, como acontece com vocês.
Ainda bem que assim é e que assim continue. Paixões comuns nem sempre atrapalham.

jinhos
 
Ao menos chegam os dois a casa com os mesmos vapores inalados... isso so ajuda ;-)
 
eu ja estou com penita do MAD. O rapaz toda a vida vai fazer anos em tempo de vindimas pah!

Eu ca nunca sequer troquei beijos com outro economista. Se casasse com um, aborreceriamos de tedio ate 'a morte... porra! Coisa mais chatinha k eu escolhi para profissao.
 
dmny,
entao sabes exactamente daquilo que estou a falar ;)))

rodas,
tens razao. os maridos (sempre os homens :)), e tambem as esposas, tem dificuldade em aceitar estes 3 meses sem horarios nenhuns, esta quase "devocao ao vinho".

meloes,
ao fim de um dia de inalcao de vapores etilicos, esta casa e uma animacao que so visto!! lol

aemina,
em anos ditos "normais" a vindima a seria ainda estaria a 1/2 semanas de distancia, mas este ano... nada feito.
se calhar podiam ficar milionarios rapidamente. trocavam ideias do mercado bolsista entre beijos e abracos ;))

"TCHIM TCHIM" para todos
 
Então um copito à vossa saúde, meninos!
Beijos e semana feliz.

PS: essa coisa de ser o cão a escolher o dono é treta, são os gatos que escolhem o dono. PARECE...


125azul
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

free web counter
Read my VisualDNA Get your own VisualDNA™