quinta-feira, março 08, 2007

 

VIAJAR A EMIGRANTE

Desde miuda que me lembro de "gozar", com a mente, com o olhar, com a bagagem dos emigrantes nos aeroportos. Ate, estar claro tambem eu me tornar emigrante, e o feitico se virar contra mim. V-A-L-E-N-T-E-M-E-N-T-E

Bem, entao vao a chiqui e o MAD para Paris.

BAGAGEM (para 1 semana de ferias):

O MAD, coitado, esbugalhou um bocado os olhos quando viu a bagagem a porta de casa. Mas eu esbugalhei ainda mais, e a coisa ficou por ai. Diz a chiqui:

"Nao te preocupes, os presentes ficam todos la. A caixa com o vinho esvazia-se e se quisermos, podemos comprar umas garrafas para trazer de volta (aqui ele quase que esbocou 1 sorriso. pois nao, cheirou-lhe a vinho a a champagne...)"

BURRA!!! Devia era ter estado calada.

Chegamos. Felicidade, beijos, abracos, lagrimas, risos. Uma ALEGRIA!!

(...)

Vespera da partida. Fazer as malas.

NA BAGAGEM (descricao de presentes e tretas que a minha mae decidiu que eu precisava, e me trouxe de portugal depois de eu lhe ter pedido para nao trazer nada).

A esta altura do campeonato, o MAD parecia um bocado agitado. Mas estava rodeado de portugas, todos a darem palpite sobre qual a melhor forma de fazer passar o queijo e o paio clandestinos. E, com nao e nada parvo, calou-se, pos o seu melhor sorriso amarelo na cara, e dizendo"sim, sim" a tudo.

Aeroporto de Charles de Gaulle. "Os senhores tem excesso de peso de bagagem. Tem que pagar 100 euros". Concerteza senhora tao simpatica da Air France, toma la.

Chegados ao aeroporto de San Francisco (e depois do saco vista alegre ter caido do carrinho, e gracas ao meu rico Santo Antonio, se ter salvo o servico de cafe), perguntaram-nos para ai umas 6 vezes (JURO!!):

Segurancas do aeroporto, bofias da emigracao :"DO YOU HAVE ANY FOOD ITEMS WITH YOU TODAY? ANY MEAT??"

MAD, Chiqui: "No, nothing!!"

Enquanto esperavamos pelas malas e caixa de vinho, e eu pensava "foda-se ainda vou presa por causa de um chourico", prometi, jurei ao MAD, que se nos safassemos desta, eu nao repetia a brincadeira.

CONCLUSAO E MORAL DA HISTORIA:

Sim, o crime compensa. Ja, ja comi o queijo todo, e o chourico vai pelo mesmo caminho. Sim, sao ambos deliciosos. Ja, ja estou a ficar em duvida se vou poder cumprir a minha promessa, ja que o truque do chole foi tao eficiente. Ja, ja avisei a minha mae e familia que no Verao NAO trago nada de volta (a ver vamos...).

Sou, de alma e coracao, emigrante tuga. AND I LOVE IT!!


Comments:
lindo, um paio clandestino!
Eu tambem venho sempre com os queijos atras! Pra proxima, quero trazer alheiras. :)
Maizena, bolacha-maria, pudim boca-doce e um ferro para leite-creme foram os meus últimos items de emigra! :) ihihihih
 
Ai gaja!

Não acredito que vais resistir nas férias de verão a mais um paiozinho :)

PÁRA TUDO!
Tu vais servir cafezinho às gajinhas americanas num serviço Vista Alegre?
Vais ser a rainha do pedaço.
 
Adorei!
Lembro de aterrar em Boston e do pessoal perguntar LINGUICA? CHOURICO? a apontar para as malas. Claro que não, e a famelga agradecia os petiscos contrabandeados...
 
Ahahah! Ía morrendo a rir. E já que morei algum tempo em Portalegre, tenho de defender a prata da casa e dizer "FIZESTE MUITO BEM, PÁ!"

Viva o emigrante!!!

Ps-o meu cunhado, emigrado em Londres, ta,bém foi carregado de chouriços e...
...alcool etilico (que não existe à venda na bifolândia)
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

free web counter
Read my VisualDNA Get your own VisualDNA™